Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Notas Paralelas

Um espaço para escrever sobre coisas e acontecimentos que me despertam

Notas Paralelas

Um espaço para escrever sobre coisas e acontecimentos que me despertam

16.Jan.18

Marina Abramovic

H8VRVViW.jpg

 

Adoro esta senhora!

Marina nasceu na ex-jugoslávia em 1946, estudou belas artes e mais tarde mudou-se para amsterdão onde viveu e trabalhou com o também artista e fotógrafo Ulay. Ulay e Marina tiveram uma relação que durou cerca de 12 anos, entre 1976 e 1988. Em 1987 fizeram uma viagem pela muralha da china, cada um deles começando de uma extremidade, encontraram-se no centro, abraçaram-se nunca mais se voltaram a ver. Em 2010 deu-se o reencontro, na noite de estreia de uma performance que Marina levou a cabo no MoMA durante três meses e que teve 750 000 participantes, Ulay apareceu e o resto é história:

 

Em 1974 Marina realizou uma performance histórica e inexplicavelmente perigosa. Numa galeria em Nápoles, a performance consistia com ela de pé com uma mesa à frente com vários objectos, como uma rosa, uma laminável de barbear, uma pistola carregada, uma tesoura, entre outros, as pessoas podiam usar aqueles objectos nela como entendessem, ela assumia total responsabilidade por tudo o que acontecesse. A performance durou seis horas e começou tranquilamente com pessoas a darem-lhe a rosa ou até um beijo, com o avançar da noite, houve pessoas que lhe cortaram a roupa com a tesoura, houve quem lhe fizesse um corte no pescoço com a lamina de barbear, humilhações de todo o tipo e, houve até, quem a fizesse apontar a arma carregada a si própria com o dedo no gatilho. Marina concluiu desta performance que pessoas normais, dada a oportunidade, não terão problemas em humilhar e abusar de uma pessoa indefesa. É uma conclusão um pouco chocante, mas foi o que de facto aconteceu.

 

Adoro a Marina por ela ser tão corajosa e livre, ela diz que o seu objectivo é elevar a consciência das pessoas através da arte e, consegue-o melhor do que ninguém, sempre que vejo algum trabalho dela fico a pensar no assunto e, chego mesmo a desenvolver uma obsessão que dura uns dias. Outro facto curioso, verificável em videos no youtube e no facebook, são os insultos que ela recebe, pessoas acusam-na de ser o diabo, de não ser humana, todo o tipo de insultos. Os insultos destas pessoas fazem-me ainda ter mais interesse por esta artista, pois só alguém tão bom no que faz consegue desencadear sentimentos tão profundos nas pessoas.

Mais info sobre Marina: https://en.wikipedia.org/wiki/Marina_Abramović